83 3044 1000

João Pessoa

Olá, como você se chama?

Devolução ao Estado dos valores recebidos pelo servidor público

Por Allana Lopes (Advogada Associada)

Por Allana Lopes (Advogada Associada)

Fixado no Tema 531, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) possui o entendimento de que quando a Administração Pública interpreta de forma errada uma lei, resultando em pagamento indevido ao servidor, cria-se uma falsa expectativa de que os valores recebidos são legais e definitivos, impossibilitando, assim, que ocorra descontos dos mesmos, ante a boa-fé do servidor público.

Esse entendimento foi revisitado no julgamento do RESP nº 1.769.306/AL a fim de que fosse definido se esse tema abrangeria, ou não, a devolução ao erário de valores recebidos de boa-fé pelo servidor público quando pagos indevidamente por erro operacional da Administração.

No julgamento do RESP nº 1.769.306/AL foi fixada a tese de que os pagamentos indevidos a servidores públicos, decorrentes de erro administrativo (operacional ou de cálculo) não embasado em interpretação errônea ou equivocada da lei, estão sujeitos à devolução, ressalvadas as hipóteses em que o servidor, diante do caso concreto, comprova sua boa-fé objetiva, sobretudo com demonstração de que não lhe era possível constatar o pagamento indevido.

Diferentemente dos casos de errônea ou má aplicação da lei, na hipótese de erro material ou operacional, é preciso analisar o caso concreto, a fim de averiguar se o servidor tinha condições de compreender a ilicitude no recebimento dos valores, de modo a se lhe exigir comportamento diverso, diante do seu dever de lealdade para com a Administração Pública.

Portanto, nos casos em que seja determinada a devolução de valores ao Estado pelo servidor público, este deve procurar um advogado especialista para saber se a restituição é cabível ou não.

Posts Relacionados

Publicações

Fique por dentro do novo pente-fino do INSS

4 Agosto 2021

Por Valeska Leitão (Advogada Coordenadora)

Publicações

7 dicas de como evitar golpes no uso do PIX

3 Agosto 2021

Por Elora Fernandes (Advogada Associada)

Publicações

Dona de casa com fibromialgia tem direito a receber aposentadoria por incapacidade permanente

29 Julho2021

Por Bárbara Mendes (Advogada Associada)

Publicações

O que é e quem tem direito ao auxílio-inclusão?

23 Julho2021

Por Thiago Costa (Advogado Associado)