83 3044 1000

João Pessoa

Olá, como você se chama?

Receita Federal regulamenta a declaração de Imposto sobre a Renda auferida por Pessoa Física

Por Diego Paulino (Advogado Sócio)

Por Diego Paulino (Advogado Sócio)

A Receita Federal editou a Instrução Normativa RFB Nº 2010/2021, para dispor sobre o regramento a ser observado pelos Contribuintes quando da declaração de informações para fins de imposto sobre a renda auferida por Pessoa Física no curso do último ano.

Dentre os que estão obrigados à declaração, figura quem auferiu no último ano rendimentos tributáveis cuja soma seja superior a R$28.559,70; quem obteve rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados na fonte, cuja soma seja superior a R$40.000,00; quem acumulou ganho de capital na alienação de bens ou realizou operações em bolsas de valores e, ainda, quem acumulou, em 31/12/2020, mais de R$300.000,00 em posse ou propriedade de bens ou direitos.

Os beneficiários do Auxílio Emergencial que tenham auferido no último ano rendimentos tributáveis em valor anual superior a R$22.487,76, também, estão obrigados a declaração do Imposto e, ainda, a devolver os valores recebidos a título de benefício, na forma prevista no art. 2º, §2º-B, da Lei Nº 13.982/2020, segundo qual, nesses casos, o Contribuinte deverá acrescentar ao Imposto devido o valor do auxílio recebido por ele ou por seus dependentes.

Para fins de dedução da base de cálculo do tributo, os Contribuintes que não quiserem se ver compelidos a comprovar a regularidade de eventuais deduções realizadas a título, por exemplo, de despesas médicas ou educacionais, poderão optar pela dedução simplificada, que autoriza o desconto de 20% (vinte por cento) do valor dos rendimentos tributáveis, limitado a R$ 16.754,34 deduzidos.

A declaração deverá ser apresentada entre 01/03 e 30/04/2021, mediante um dos serviços online disponibilizados pela Receita Federal, sob pena de multa de 1% (um por cento) ao mês ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido, ainda que integralmente pago.

Posts Relacionados

Publicações

Acumulação de benefícios após a Reforma da Previdência

13 Janeiro 2022

Por Bruno Farias (Advogado Associado)

Publicações

Isenção de Imposto de Renda para pensionista de ex-combatente

12 Janeiro 2022

Por Gracielle Viegas (Advogada Associada)

Publicações

Possibilidade de acumulação de cargos públicos

11 Janeiro 2022

Por Ana Paula Correia Lima

Publicações

Possibilidade de acumulação pensão por morte com outro benefício

10 Janeiro 2022

Por Paulo Vieira (Advogado Associado)

Publicações

Demora injustificada para conclusão de processo de aposentadoria pode gerar indenização

7 Janeiro 2022

Por Nayane Ramalho (Advogada Associada)